Pular para o conteúdo principal

Postagens

Família Paulina na celebração dos 59 anos de Tecla no céu

Celebração de Tecla, na Igreja Santo Inácio, em São Paulo, dia 5 de fevereiro de 2023. Na Cidade Regina Envio das noviças em missão
Postagens recentes

Pensamentos de Tecla

 

Mestra Tecla - um "coração de mãe" - Carta da Superiora Geral Ir. Anna Caiazza

  Queridas Irmãs e jovens em formação, conversando um dia com Ir. Vincenza Salvà – que nos deixou há alguns meses, aos 105 anos –  fiquei particularmente impressionada com uma sua frase: «Quando a Primeira Mestra te encontrava, te  olhava nos olhos, e a sua primeira pergunta era: “Como você está? Em casa como estão?”... Ela era  uma verdadeira mãe, tinha um coração de mãe». “Mãe”, como a tinha definido Pe. Alberione: «Vocês  terão outras Primeiras Mestras, mas só ela foi sobretudo Mãe do Instituto». Em seu grande “coração de mãe”, na verdade havia toda a Família Paulina, que ela havia visto nascer  e a cujo crescimento havia cooperado, como o próprio Fundador testemunhou: «Ela sentia as  dificuldades, exultava com o desenvolvimento, se informava. Em sua última doença, ela recordava e  rezava». Os Paulinos a sentiram como uma mãe. Mestra Tecla os tinha visto crescer, trabalhar, sacrificar-se pelo  Evangelho junto com as suas Filhas. Ela os amava ternamente, e eles retribuíam esse amor.

59º Aniversário da Páscoa de Ir. Tecla Merlo

 

Tecla estava no inicio da Congregação das Filhas de São Paulo

Em 15 de junho de 1915,  padre Tiago Alberione abriu o Laboratório Feminino na Praça Cherasca, em Alba, Itália. Este ato marcou a data do nascimento das Filhas de São Paulo.  Tecla Merlo passaria a fazer parte deste grupo no dia  27 de junho de 1915, a convite do Pe. Alberione. 

Tecla Merlo em Vídeo

 

Novena a Mestra Tecla - Confia em Deus

Conheça a Novena para pedir graças por intercessão da Venerável Irmã Tecla Merlo.  Acesse aqui: Novena a Tecla Merlo A ideia da mulher como líder na ação da Igreja começou a tomar vulto e foi se estruturando até chegar a ser uma Congregação religiosa:  Irmãs Paulinas. Desde o início, Tiago Alberione percebeu qual a mulher deveria estar na linha de frente nesta cruzada pelo Reino de Deus, e esse seu pensamento logo se transformou em ação. Foi assim que a ideia da mulher como líder na ação da Igreja começou a tomar vulto e foi se estruturando até chegar a ser uma congregação religiosa: a Pia Sociedade Filhas de São Paulo, mais conhecida como Irmãs Paulinas. A Congregação dos Padres Paulinos – primeira congregação fundada pelo Padre Tiago Alberione – já estava dando os seus primeiros passos. Então, era necessário encontrar uma jovem para iniciar o ramo feminino. Deus, que estava por trás de tudo, não tardou em possibilitar o encontro de Alberione com a jovem